top of page

Saquê, vinho de arroz


De acordo com o código alimentar, o vinho é o produto da fermentação do açúcar contido nas uvas. Porém, em outros países esta menção é usada em outros produtos, como no Japão. Saquê é a expressão genérica que define bebidas alcoólicas, embora em geral se refira às obtidas na fermentação do arroz. Uma das teorias sobre sua origem remonta à China 5.000 anos antes de Cristo e muito mais tarde ao Japão, onde foi adicionada água à elaboração e foi chamada de kuchikami. Para alcançar o saquê, dois elementos básicos e de qualidade são necessários: arroz e água. O arroz, do tipo shinpaku-mai (grão curto), não é igual ao que se utiliza para cozinhar, é um cereal mais branco e opaco, e com amido menos denso no centro do grão. O arroz sem casca é cozido no vapor e cultivado com esporos do bolor koji-kin, obtendo-se o koji - a alma do saquê - para que o amido se transforme em açúcar e logo depois ocorre a fermentação. Embora a graduação alcoólica varie, pode chegar a 22 °. O saquê é geralmente bebido frio ou à temperatura ambiente, embora alguns dos mais fortes possam ser aquecidos a cerca de 40 graus e bebidos quente em tigelas de barro, vidro ou cerâmica, decoradas com artes tradicionais. Pode ser apresentado sozinho, com gelo, ou com água quente ou fria. A comida asiática foi bem recebida no Ocidente. Muitos restaurantes propõem o acompanhamento de pratos típicos com a bebida tradicional, embora hoje no Japão o saquê compita com a cerveja e o vinho (este último é aspiracional em alguns casos). Hoje a globalização permite e incentiva o intercâmbio e aproxima os países por meio dos alimentos que fazem parte da cultura de qualquer nação.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page